Skip to content

Mais de 300.000 manifestantes na greve geral contra as politicas ultraneoliberales do FMI da U.E. e o Governo da Grécia

10/05/2010

O plano de ajuste contra os direitos dos jovens, as mulheres, os aposentados não passará!

Todo o povo luta para que estas politicas parem agora e aqui, que não contagiem ao resto da Europa. Necessitamos que as lutas solidárias de nossos irmãos trabalhadores na Espanha, Portugal, Itália, Irlanda e no resto da Europa se fortaleçam. Não queremos a construção de uma Europa neoliberal e autárquica. Lutamos por uma Europa do progresso, de paz, de emprego para todos e todas. Contra o racismo a xenofobia. A elite dos “mercados” quer passar suas politicas arrastando nossas conquistas sociais de mais de um século de vida.

Condenamos o assassinato de 3 jovens trabalhadores no Banco Marfin, no qual se atiraram bombas molotov por um pequeno grupo com caras escondidas e sem protesto de conteúdo politico. Estas ações de violência estão contra a luta  massiva de nosso povo.
 
Costas Isychos, membro do Comitê Central do Synaspismos
Anúncios

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: