Skip to content

Acontece a primeira atividade com Amami Nizar, em Santos!

12/04/2011

Militantes do PSOL de Santos lotam a sede do partido em atividade de Solidariedade a Revolução Tusiniana

Militantes do PSOL, Intersindical e simpatizantes reuniram-se no sábado, dia 9 de abril, na sede do PSOL Santos/SP para debater a Revolução Tunisiana na presença de Amami Nizar.

Na mesa composta pelo militante tunisiano Amami Nizar, pelo Secretário de Relações Internacionais do PSOL, Pedro Fuentes e pelo presidente do Sindicato dos Bancários de Santos, Ricardo Saraiva – ou “BIG”, como é conhecido no meio sindical – foram debatidas as catacterísticas da situação política atual na Tunísia, os próximos passos para a revolução nesse país e o papel dos socialistas latinoamericanos nesse processo.

Amami Nizar declarou “Depois da queda de Ben Alí, estamos diante de uma nova situação. Aqui a luta pelas reivindicações dos trabalhadores continua, e há também a luta politica. Foram convocadas eleições para a Assembléia Constituinte e nós não queremos que sejam os partidos dos empresários os partidos vinculados ao regime os que participem. A esquerda anti-capitalista, os setores democráticos consequentes que surgiram da revolução tem que disputar a luta pelo poder político.

A solidariedade da esquerda latinoamericana com a esquerda tunisiana será para nós muito importante. Nós queremos procurar manter relações com os revolucionários da América Latina, com seu partido, com os sindicatos. Queremos compartilhar experiencias, porque vocês jogaram um papel importante já que derrubaram ditaduras.”


Solidariedade Concreta

Através de cotizações pessoais, muitos militantes contribuíram para a estadia de Amami no Brasil.

Além disso, ao final da atividade, o companheiro “BIG” anunciou que o Sindicato dos Bancários de Santos faria uma doação financeira para a Revolução Tunisiana.

O dinheiro será utilizado para a fundação de um partido com os agrupamentos de esquerda tunisianos, que concorrerá às eleições para a Assembléia Constituinte em junho desse ano.

Nos próximos dias, acontecerão atividades em São Paulo, no Rio de Janeiro e no Rio Grande do Sul (agenda acima).

A atividade promovida pelo PSOL e pela Fundação Lauro Campos enriquece a experiência dos socialistas brasileiros, e, sobretudo, fortalece nossos laços de solidariedade com aqueles que têm protagonizado revoluções que mudam o curso da luta de classes no século XXI.


Anúncios

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: